arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

As Vezes

Vento Norte

Passagem

Fantasma do Amor

SER

ERRO

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

Quinta-feira, 27 de Março de 2008

ANSEIOS


Anseios

de Florbela Espanca

Meu doido coração aonde vais,
No teu imenso anseio de liberdade?
Toma cautela com a realidade;
Meu pobre coração olha que cais!

Deixa-te estar quietinho! Não amais
A doce quietação da soledade?
Tuas lindas quimeras irreais,
Não valem o prazer duma saudade!

Tu chamas ao meu seio, negra prisão!...
Ai, vê lá bem, ó doido coração,
Não te deslumbre o brilho do luar!...

Não ´stendas tuas asas para o longe...
Deixa-te estar quietinho, triste monge,
Na paz da tua cela, a soluçar...

          
           este poste é dedicado a uma amiguinha muito
           especial ..... com um beijinho ....
           por favor não perguntem  e segredo ..
           comentem que eu adoro.
            vosso amiguinho
            sonhosolitario
          
sinto-me:
publicado por Sonhosolitario às 23:38
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Março de 2008

A TI DOCE SER .MULHER



Poemas para todas as mulheres


Vinicius de Moraes


No teu branco seio eu choro.
Minhas lágrimas descem pelo teu ventre
E se embebedam do perfume do teu sexo.
Mulher, que máquina és,
que só me tens desesperado

Confuso, criança para te conter!
Oh, não feches os teus braços
sobre a minha tristeza não!

Ah, não abandones
a tua boca à minha inocência, não!

Homem sou belo
Macho sou forte, poeta sou altíssimo
E só a pureza me ama e ela é em mim uma
cidade e tem mil e uma portas.

Ai! teus cabelos recendem à flor da murta
Melhor seria morrer ou ver-te morta
E nunca, nunca poder te tocar!
Mas, fauno, sinto o
vento do mar roçar-me os braços

Anjo, sinto o calor do vento nas espumas
Passarinho, sinto o ninho nos teus pêlos...
Correi, correi, ó lágrimas saudosas
Afogai-me, tirai-me deste tempo
Levai-me para o campo das estrelas
Entregai-me depressa à lua cheia
Dai-me o poder vagaroso do soneto,
 dai-me a iluminação das odes,
dai-me o [cântico dos cânticos

Que eu não posso mais, ai!
Que esta mulher me devora!
Que eu quero fugir, quero a minha
mãezinha quero o colo de Nossa Senhora




MUITO OBRIGADO PELA VOSSA VISITA
VOSSO AMIGO SONHOSOLITARIO
sinto-me:
publicado por Sonhosolitario às 12:54
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Março de 2008

NOÇÕES

Noções

de Cecília Meireles

Entre mim e mim, há vastidões bastantes
Para a navegação dos meus desejos afligidos.

Descem pela água minhas naves revestidas de espelhos.
Cada lâmina arrisca um olhar, e investiga o elemento que a atinge.

Mas, nesta aventura do sonho exposto à correnteza,

 
Só recolho o gosto infinito das respostas que não se encontram.

Virei-me sobre a minha própria existência, e contemplei-a:
Minha virtude era esta errância por mares contraditórios,

 
E este abandono para além da felicidade e da beleza.

Ó meu Deus, isto é a minha alma:
Qualquer coisa que flutua sobre este corpo efêmero e

 precário,
Como o vento largo do oceano sobre a areia passiva e

inúmera...

 

ESTE POSTE E DEDICADO PARA TODAS AS AMIGUINHAS

QUE ME VISITAM ,UM BEIJINHO .MUITO FOFINHO ,PARA TODAS ELAS

................................................................................................................................

VIRGINIANA

ISABELSUHI

ISASOL

SONHODEVIVER

FATIIIMA

CARLA GRANJA

LAGRIMATUA

MUNINA_SONHADORA

CHICAILHEU

FLOSINHA

SINDARIN

CCRISTINAGONCALVES

ESTRELABRILHANTE

ISANUNES

CONCHITASOLITARIA

COLLYBRY

ANJOS

MARIPOSSA

SOMEONE ELSE

..............................

LHES QUERO DESEJAR UMA PASCOA

MUITO FELIZ .COM MUITO AMOR ,PAZ .E CHEIA DE FELICIDADES

SÃO OS VOTOS DESTE VOSSO AMIGO ...

...................................................... 

PARA OS AMIGOS TAMBEM ...

SONHO

JPC FILHO

FELISBERTO  ASSUNÇÃO

MARIO RODRIGUES

A VER NAVIOS

SIGACAFÉ

UM GRANDE BEIJINHO MUITO  FOFINHO PARA  AS

AMIGUINHAS ...

UM ABRAÇO PARA OS AMIGOS.

SONHOSOLITARIO 

 

 

sinto-me:
publicado por Sonhosolitario às 08:47
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Março de 2008

QUE É SIMPATÍA

 

Que é Simpatia

de Casimiro de Abreu

Simpatia - é o sentimento
Que nasce num só momento,
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
Numa mágica atração.

Simpatia - são dois galhos
Banhados de bons orvalhos
Nas mangueiras do jardim;
Bem longe às vezes nascidos,
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim.

São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;
São vozes de dois amantes,
Duas liras semelhantes,
Ou dois poemas iguais.

Simpatia - meu anjinho,
É o canto de passarinho,
É o doce aroma da flor;
São nuvens dum céu d'agosto
É o que m'inspira teu rosto...
- Simpatia - é quase amor!

DEDICO ESTE POEMA A TODAS

AMIGUINHAS ,QUE ME VISITAM,

VOLTEM SEMPRE E COMENTEM

QUE EU ADORO ,UM BEIJINHO DESTE

VOSSO AMIGUINHO...

SONHOSOLITARIO

sinto-me:
publicado por Sonhosolitario às 18:44
link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito
|
Sábado, 8 de Março de 2008

CANÇÃO PÓSTUMA

Canção Póstuma

de Cecília Meireles

Fiz uma canção para dar-te;
porém tu já estavas morrendo.
A Morte é um poderoso vento,
E é um suspiro tão tímido, a Arte.
..

É um suspiro tímido e breve
como o da respiração diária.
Choro de pomba. E a Morte é uma águia
cujo grito ninguém descreve.

Vim cantar-te a canção do mundo,
mas estás de ouvidos fechados
para os meus lábios inexatos,
- atento a um canto mais profundo.

E estou como alguém que chegasse
ao centro do mar, comparando
aquele universo de pranto
com a lágrima de sua face.

E agora fecho grandes portas
sobre a canção que chegou tarde, -
- E sofro sem saber de que Arte
se ocupam as pessoas mortas.

Por isso é tão desesperada
a pequena, humana cantiga,
Talvez dure mais do que a vida,
Mas à Morte não diz mais nada.

 

para todas mulheres do mundo

porque nós homens sem elas ,

não seria-mos ninguem.

um beijinho do meu respeito

por todas elas.

viva a mulher....

 

OBRIGADO PELA SUA VISITA

VOLTEM SEMPRE .

COMENTEM QUE EU ADORO...

SONHOSOLITARIO

 

 

publicado por Sonhosolitario às 11:05
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: