arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

As Vezes

Vento Norte

Passagem

Fantasma do Amor

SER

ERRO

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

Poemas em Sintonia

Poemas em Sintonia

 

<<<Influência>>>

 

Assim chamo a este meu poema

Será tudo parte desta Influência da vida

Porque estarei aqui, será tudo por influência

Será por caridade, será por respeito desta

Amizade virtual,

 

Porque será esta influência

De um favor

Ou será de uma dor

Deve ser por eu ser marinheiro

E navegar por mundo inteiro

Será por nós estarmos no país das influências?

 

Dos doutores, Cavalheiros e Madames?

Que vimos um só lado

Porque será julgar!

Será que sabemos o conteúdo de um livro

Antes de o ler, ou conhecer?

 

Qual será a influência

Desejar um país das sete maravilhas

Mas se nesse pais não se pode lá viver

Ou conviver ou responder,

Qual será a influência!

 

Será por favor de vossa excelência

Ou será por experiencia,

Talvez mera coincidência,

Seremos aquele país das influências.

 

Só espero que este meu poema não tenha influência.

 

Sonho solitário

 

Em resposta ao meu poema

da amiga Alzira Macedo

 

Resposta ao teu poema

 

 Influência ou coincidência

 

No ponto da partida,

ninguém sabe o que nos espera

influenciados pelos ventos, pelas marés

do querer cada vez mais

poisamos no cais

 

 Por favor ou não,

em qualquer parte do mundo

palpita o coração

sejas marinheiro, ou apenas escritor

não é por influência que desabafas tua dor

 

De todos os doutorados

ainda nenhum me convenceu

pois o conteúdo do livro da vida

apenas eu o sei reconhecer

por nele viver

 

O pais das sete maravilhas

existe apenas nos sonhos

Ou na imaginação

não existe influencia

de se construir uma bela nação

 

por experiencia

alguém um dia pronunciou

 “ não existem coincidências”

Vivemos no mundo das influencia

                       

                    Alzira Macedo

sinto-me:
música: kill me softly-susana Wong
publicado por Sonhosolitario às 10:29
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

>>>Meu Mundo<<<

Em resposta ao poema "Confesso!..." de Maria luisa Adães
do blogs ......http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt
Meu Mundo



Meu mundo, meu Irmão
Meu desencanto de salvação·
Onde me sinto encantado
Mas não realizado
Sim amargurado de tristeza
Pelo que vejo
E pelo que sinto


Sim pelo sinto !...

Amargura da tristeza
Com falta da realeza
Caminhando por o mundo
Vendo parte da pobreza
Ficando sem parte da nobreza

Fugimos da parte real
Como se tudo fosse normal
Sim com medo de encarar
O medo de amar
E realizar! Ajudar
Fazer bem
Sem olhar aquém
Neste mundo vertical,

Deste mundo
Meu irmão
Em que consiste dar a mão
Vejo muito ódio
Sem explicação
Sem razão
Porque tu és meu irmão
Eu sempre te trago
Em meu coração

Porque tu serás a minha única razão
De eu ver a verdadeira razão
Do meu sentir
Do meu errar
Para eu tentar, aperfeiçoar
Nestas lições de navegar
Neste longínquo mar

A mim me interrogo
Onde estou jamais
Sei onde estaremos
Sei sim que estarás
No lugar especial
Do meu coração
Com todo amor
E devoção
Porque serás sempre
Meu irmão.

autor,Sonhosolitario

 

sinto-me: sentindo a verdade da vida
música: kill me softly.susana wong
publicado por Sonhosolitario às 20:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

Sonho Ingrato

Sonho Ingrato

Eu sonho com o meu Sonho,
No meu sonho me apaixono
pelo Sonho de Viver
E pela própria Vida,
Assim, amo esse Sonho!

Mas o Sonho me traiu,
Apenas me usou
Para destruir.

Vai aos meus Amigos,
No desejo insano
De me matar e vilipendiar!

Mas não posso viver
Sem ter sonhos para sonhar!

E quero sair deste Sonho
Terrífico e desumano,
Para nova Vida começar!

Tenho o sonho de viver,
De amar e recordar,
Mas a ti faz-te ciúme
Pois tu não sabes amar...

O Amor está dentro do peito,
Bem junto ao coração,
Mas não é com maldade,
Palavras falsas
Que se toma o coração!

Não é!...

Então, tu és um Sonho Ingrato
Que pretendes acabar
Com a minha vida
E meus sonhos de encantar.

Eu, quando nasci
Me ensinaram a Amar!

Porque veio até mim
Este Sonho transformado
Em pesadelo consumado?

Foi um Sonho maldito,
Um Mal aparecido,
Como um grito.

Mas eu grito,
Não quero
Este Sonho maldito,
Quero limpar a minha Alma
E por isso grito!

Nada ganho com este grito,
Eu sei!...
Mas liberto-me do Sonho
E limpo a minha Alma
E subo ao Cimo
E envolvo-me nas Estrelas
E sonho, como gosto de sonhar
E amo, como gosto de amar
E liberto-me do Sonho Maligno ...

E sonho,
Os meus sonhos de encantar!

autor: sonhosolitario

 

sinto-me:
música: killing me softly-susana wong
publicado por Sonhosolitario às 12:21
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

>>VIDA<<

Vida

 

Recordar é viver,

 Viver em ti,

 Viver em mim

Ajuda preciso,

 Para viver

Anseio pela vida,

 Luto para viver

 

Como posso viver

Sem sonhos

Sem ti ao meu lado

Sem o teu sentir

Sem amor

Sem verdade

Não consigo

Ajuda-me

Quero viver

Quero recordar

 

Não me acordes

Este sonho é pesadelo

Tenho medo de acordar

Por favor não me acorde

Porque eu jamais

Conseguirei viver

Não tenho de morrer

Mas sim de sofrer

Porque não

Conseguir viver

A minha vida

Como sonhava ser.

  

Autor,sonhosolitario

 

 

sinto-me:
música: kill me softly-susana wong
publicado por Sonhosolitario às 06:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 18 de Janeiro de 2009

Paixoneta de Marinheiro

Paixonetas de marinheiro

 

Navegando na imensidão dos oceanos

Sonhando com sua sereia,

Com seus desejos de amar

Com toda sua vida,

Para enfrentar,

Muito amor para dar,

 

Sonhou e encontrou sua sereia

Deitada numa ilha deserta

Meia adormecida

Sem sonhos para vida

 

Amor ao primeiro olhar

As vozes pareciam melodias

Da sua canção de amar

Fazia seu coração saltar

 

Sereia desconhecida

Que passaria ser o seu amor na sua vida

Julgando que ela lhe ajudaria curar sua ferida

E ser feliz para vida,

 

Só que acordou do sonho

E aquela não era

Sua sereia prometida

Era só um sonho deriva

 

Autor,Goodheart

 

sinto-me:
música: kill softly-susan wong
publicado por Sonhosolitario às 09:12
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: