arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

...

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

VOZ

Espaço

Sensação

PRIMAVERA

Tentei-Tentando

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Salvamento do Amor

 

Salvamento do Amor

Tentei salvar o amor

Corri, contra o tempo

Construi barragens

Bloquei caminhos

Contactei os melhores consultores

Doutores, engenheiros,

e arquitetos

Mas no amor ninguém pode ajudar

Sempre consegue escapar

O amor é como agua

Tentamos agarrar com as mãos

E ela nos escapa pelos dedos

Sentimos o nosso coração

Desfalecer por tal dito acontecer

Lutamos e não conseguimos vencer

Resta-nos as lembranças

Daquele tempo vivido

Entre o amor e o sonho

No meio da lua e o luar

Terra e mar

Sorrisos toques e desejos

No meio de uma multidão de beijos

Na aventura do amor

Eu quis ser tudo

E nada conseguiu ser

Tentei aprisionar-te nas minhas mãos

E tu escapas-te entre meus dedos

Queria tudo e sem nada fiquei

Te que queria salvar

E no salvamento te perdi

E agora não posso viver sem ti Meu amor…

Autor -sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 16:35
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: