arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

VOZ

Espaço

Sensação

PRIMAVERA

Tentei-Tentando

Esperando- espero

Terça-feira, 11 de Janeiro de 2011

Porque Escrevo ?

Porque escrevo?

Não sei e talvez nunca o saberei

Será por mero acaso

Ou compreensão, ou será ilusão

Será por amor, ou pela vida

Tentar decifrar aquilo que nunca pude ver

Ou falar, com ou sem coragem

Não por cobardia, que alguém me avisou um dia

Mas então pelo que escrevo eu

Serão somente linhas do meu pensar

Ou serão sonhos nunca tornados realidade

Mas sempre sonhados,

Eu tento ver porque escrevo eu!

Mas ainda não consegui

Gostava de saber

Para alguma coisa poder fazer

Através da minha escrita

Gostava de ser poeta e doutor

Para um dia nunca me julgarem senhor

Sim mas tem que haver um significado

Desta minha escrita

Sim é nela que me vejo e revejo

Com alma e coração

Honestidade e compreensão

É nela que guardo meus segredos

Para a vida seguir em frente

Sim vale a pena escrever

Para não gritar

Porque isso não sabe fazer

Mas na escrita é que solto os meus gritos

Porque se assim não fosse

Não valia a pena escrever

Não escondo medos, porque não os tenho

Escrevo com muita dignidade

E escrevo toda realidade

Não é preciso ser poeta

Mas sim saber ser homem

E eu sou com um grande homem

Por isso assino

Autor-Sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 04:09
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De maripossa a 28 de Janeiro de 2011 às 19:33
Sonhosolitário . Sempre se escreve sentimentos, o amor, a paixão ,se escreve a lua ao mar e tanta coisa. Devemos colocar as ideias em movimento, a escrita sai e não a podemos prender, são os sentimentos escondidos dentro de nós...gostei de ler, embora ausente mas não esquecida.
Beijinho bfs
De Rosinda a 11 de Janeiro de 2011 às 15:12
Olá Sonho solitário!
Escreves sentimentos, e com sentimento gritamos por vezes tudo o que a alma cala.
Um abraço
Rosinda

Comentar post

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: