arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

As Vezes

Vento Norte

Passagem

Fantasma do Amor

SER

ERRO

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012

Minhas palavras

 
 

Minhas palavras

Aqui estou enviando palavras

E mais palavras

Com ajuda do vento

Para que cheguem a ti

Porque resposta não teve

Daquilo que te prometi

Não te quero culpar

Somente quero

Que leias minhas palavras

Que as sintas a um bom sentir

E sem medo

De as ouvir

Porque as minhas palavras

São e serão sempre verdadeiras

São palavras de amor

E compreensão

Sempre destinadas ao coração

Faço delas a minha imaginação

Tento através delas

Matar teu orgulho

Que seja mais dócil

O teu carinho

Teu pensar

Tua forma de perdoar

Porque das palavras

Tudo se consegue

Até o perdão

Basta uma palavra

Um sim um não

Ai vem o perdão

Porque o amor é abençoado

Para fazer bater o coração

Assim são as minhas palavras

Que te digo em poema

São verdadeiras

Sem estratégica ou dilema

Deste poema

Somente palavras

Que peço

Que não sejam levadas pelo vento

Estas minhas palavras…

 

Autor-Sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 22:55
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Alzira Macedo a 4 de Janeiro de 2012 às 23:06
Olá amigo sonhosolitario...
Como prometido cá estou eu para te ler para te comentar e para este cantinho dos poetas novamente penetrar...
Saudades senti tanta vez de cá vir...
Hoje finalmente chegou o dia onde pode tirar um tempo do tempo que pouco tenho...
Deparo-me com mais um excelente poema teu...
Mas que perdão esperas tu?
O que fizeste tu para pedires perdâo?
Ai que estou fora de tudo á muito tempo...
Vá explica direitinho a esta tua amiga que acabe de chegar....
Uma beijoca e que nunca te acabe essa tua veia poética...
È com ela e através ela que elevamos o que melhor temos em nós
"O dom da palavra"
Um beijo e o desejo de um 2012 cheio de alegrias, saúde e muito sucesso....
De sonho_realidade a 4 de Janeiro de 2012 às 21:21
Olá Sonhosolitario, gostei das tuas palavras, bonito poema!
É sempre um prazer passar por aqui.
Continuação de boa semana.
Abraço.
De Tixa a 3 de Janeiro de 2012 às 15:08
Passei para desejar um óptimo ano :)

Comentar post

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: