arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

As Vezes

Vento Norte

Passagem

Fantasma do Amor

SER

ERRO

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

Sábado, 30 de Setembro de 2017

ERRO

oportinidades.jpg

Erro

Erro no destino do caminho

Das encruzilhadas como de águas passadas

 Retomando o tempo por elas cruzadas

No encontro real e verdadeiro

Foi amor por inteiro

Sentimento verdadeiro

Olhando nos olhos  

Tudo estava escrito

Seria amor ou somente alento

Era verdadeiro por inteiro

Não penso que seria interesseiro

Assim era a verdadeira emoção

Amar, ou seria ilusão

Sentir a verdade no ponto da situação

O teu olhar não enganava

Era amor que brilhava

Esse amor que vai ajudar a cicatrizar

Onde tua alma pode curar

A verdade do teu sentimento

Nada me pode tirar

Este juramento de te amar

Lembrar cada coisa tua

Juntar na minha alma

Toda verdade crua e nua

Assim foram feitas nossas memórias

 Que ficaram historias por mencionar

Onde nunca conseguiras apagar

Depois dos nossos corações partidos

O nosso amor ficara congelado

Com o passar do tempo  

Na lembrança sentiras teu coração

Bater na emoção imaginando passado

E continuando perguntando quem errou

Eu te digo pergunta a ti mesmo

Revê o passado fecha os olhos

Lé teu pensamento

Se justa nesse momento

E se assim for diz obrigada ao amor

Porque no erro está a virtude do perdão  

Se vê a verdade do coração

Falando a alma muito baixinho

Vem meu amor

Te quero amar de mansinho

Não te quero sentir longe

Mas sempre perto

Para o tempo passar devagarinho

E o amor não morrer velhinho…

Autor . sonhosolitario

 

publicado por Sonhosolitario às 20:17
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: