arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

As Vezes

Vento Norte

Passagem

Fantasma do Amor

SER

ERRO

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Chorei

Chorei

Chorei uma lagrima pura e cristalina

Do meu coração saiu ela

De tão pura e cristalina

Saiu dos meus olhos

Lavando meu corpo

Juntamente como minha alma

Descendo baixo do meu corpo

Tentado lavar minhas impurezas

Da minha imperfeição

Dos encontros da vida

Em caminhos errados

E mudanças dos ventos

Se havia algo errado era o pó

Que se colou a minha pele

E ao meu pensamento

Não me deixava ver e pensar

E me trouxe essa lagrima perdida

Para me ajudar a vida que tenho para viver

E lavar minha alma como meu corpo

Do pecado da vida

Por viver eu quero sem pecar

Porque chorei um amor

Que quero amar

E essa lagrima me vai ajudar

A encontrar a outra lagrima

Para se purificar uma a outra

Na pureza da vida

Vale a pena chorar do sentimento

Do amor

Porque quem não sente não ama

Porque quem ama chora

E para chorar não precisa de ser cobarde

Mas sim verdadeiro

Respeitar o amor por inteiro .

Autor -Sonhosolitario

 

publicado por Sonhosolitario às 09:57
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: