arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

As Vezes

Vento Norte

Passagem

Fantasma do Amor

SER

ERRO

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2014

CHORO DE TODOS NÒS

homem.jpg

CHORO
Chorei e não tinha que chorar
Derramei sem ter que derramar
Não sei o motivo mas chorei
Sentia uma dor no meu peito
Quase ia rebentar
Queria olhar o horizonte
E tentar respirar
Era tão longe e não consegui tocar
Foi tudo no mesmo momento
Não deu para parar
Então deu-se o choro
E não eu tinha para conseguir deixar
Ainda era o começo
E continuava a chorar
Era uma dor tão grande
Não sei se ia conseguir suportar
Tudo e nada podia ter
Queria fazer o tempo voltar
Me queria livrar da minha dor
Ela não ia embora
Tenho que aguentar
Vou olhar as estrelas
Para mais uma nova contemplar
Aprender amar o universo
Para as minhas lágrimas secar
Tentar ver ao longe
Seu brilho a brilhar
Porque quando volta a saudade
Sei que volto a chorar
E nada há que me possa curar
Deste meu choro
Desta minha saudade
Que toda vida vai guardar
De tua imagem
No meu navegar
Entre o céu, terra e o mar.

Autor Goodheart

 

publicado por Sonhosolitario às 16:53
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: