arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

As Vezes

Vento Norte

Passagem

Fantasma do Amor

SER

ERRO

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

Sábado, 8 de Março de 2014

Meu olhar junto com meu pensamento

Meu olhar junto com meu pensamento

Tento alcançar com meu olhar

Teu rosto longínquo neste meu pensamento

Mas tão perto do meu coração

Sinto o teu olhar lindo como a água cristalina

De um rio virgem de sua sede

Onde tudo fica escrito na sua passagem

Feito em memórias desta minha viagem

Ao teu encontro do teu amor

Sinto esses olhos penetrando meu corpo

Como se de uma sede se tratasse

Num deserto do amor

Percorro as dunas feitas como um escorpião

Buscando sua presa, mas eu era o teu coração

Tanto tempo guardado e difícil de o encontrar

Tenho fé e esperança que não me abandonaste

Neste tempo da minha navegação

Porque o amor é forte e profundo

Olho e torno a olhar dentro dos quatro rumos

Para encontrar teu pensamento

Junto ao meu e ver o teu sorriso

Sentir teus lábios com aquele beijo profundo

E matar minha sede do nosso amor

Tocar em tua pele e sentir as ondas do teu corpo

Percorrendo o meu em gemidos da sua ansia

Deste nosso viver entre pensamentos

Entre dunas e rios e mar

Assim é este meu olhar e pensamento

No meu navegar assim te sinto

Perto de mim porque te amo amor.

 

Autor -sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 17:49
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: