arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

44 comentários
42 comentários
41 comentários
27 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
24 comentários
22 comentários
22 comentários

posts recentes

Probido

Corpo

Caminhos da Alma

PENSEI

VOZ

Espaço

Sensação

PRIMAVERA

Tentei-Tentando

Esperando- espero

Domingo, 26 de Janeiro de 2014

No Espaço do Tempo

No espaço do tempo

Te encontrei sozinha no teu tempo

De olha vazio e frio de letras vagas

Com os teus sentimentos rasgados

Nas ondas desta vida sofrida

Te encontrei a tempo

Em que me pediste para tua mão agarrar

Sentir quanto tempo assim estavas

Perdida no tempo

Olhas-te em mim e eu para ti encarei

E assim perdido por ti fiquei

Me juntei a ti no espaço do nosso tempo

Te senti a ti como me sentiste a mim

Ofereci minha mão

Para te entregar meu coração

Te agarraste como nunca tinhas alcançado

O teu tempo, porque nada tinha acabado

Era somente o tal momento

Somente era o começo de uma vida

De quem tinha amado

Que tudo tinha recomeçado

A seu tempo no tempo curando sua dor

Ai como corre o tempo

Quero parar no tempo

Sente como te amo sem parar

Somente um momento

Ai amor como sente todo este tempo

Quero curar-te a todo momento

Fazer esquecer o outro tempo

E te preencher a todo sentimento

E não perder nenhum momento

Quero que sintas como te amo

Dentro deste tempo

No amor e sem desalento

Amar sim a todo momento

Porque te amo e orgulho-me

Ser teu amor neste momento

Porque sem amor

Não consigo viver neste tempo

Só amor me dá energia para amar

E te fazer esquecer tal doloso tempo

Sonhar o amor do momento…

Autor- Sonhosolitario

 

 

publicado por Sonhosolitario às 05:14
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: