arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

12 comentários

posts recentes

Minha Alma

Domingo, 30 de Novembro de 2008

Minha Alma

 

 

 


Eu queria calar a minha alma

Trancar a porta do meu coração

Para gritar ao mundo

Bem mais alto

Do meu amor por ti.

 

Eu queria falar teu nome

Para que todos soubessem

O que sente a alma

E como chora o coração

Quando eu insisto num pecado sem fim.

 

Eu queria sentir a emoção

Do teu olhar...

Do teu sorriso...

Queria sentir o beijo

Molhado de desejo

Quando me olhas

E choras de saudades.

 

Eu queria sentir

O teu abraço apertado

Para sentir a emoção

Do corpo quente

Que arde de saudade.

 

Mas ao te desejar tanto

A alma se cala...

O coração chora...

E eu me perco

Na rua da saudade,

Na esquina da tristeza,

Na solidão do meu quarto.

 

E diante da escuridão

Minha alma se perde...

Cai num abismo sem fim

E o meu amor por ti

Morre ao dar o último suspiro.

 

 

Autor:    Rosa Mari Schmid

 

sinto-me:
música: dire s,brother in arms
publicado por Sonhosolitario às 06:37
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: