arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

10 comentários
5 comentários

posts recentes

Caminhos da Alma

Palavras ao Vento

Entre o Sonho e a Realida...

Sonho Ingrato

Promessas de amor

Queres ser minha amante

««Sonhando»»

Quarta-feira, 7 de Junho de 2017

Caminhos da Alma

veu.jpg

Caminhos da alma

Minha alma luta e ama

Numa tempestade de amor

Onde os gritos ecoavam

Momentos de prazer

Naquela respiração ofegante

De corpos entrelaçados

Que de dois se faz um

Como descortina o poeta

De alma sem rosto

Pura imaginação

Amar a dois fica

O centro de emoção

Corpos cansados

Como de uma batalha

Travada no seu campo

Do amor ,

Caindo por terra

Inçando a vela

Do seu amar de corpo e alma

Da sua luta constante

Descobrindo novos rumos

No caminho do amor

Trovejava lá fora

E o amor estava dentro

Gritos ofegante de prazer

Nessa luta constante

Que nossa alma deseja

Se tentava formar num arco

Fazendo um vai e vem

O vento acalma

Os animais escutam

A chuva para

Mas dentro a cabana

Estão aquelas almas

Se amando

De vozes roscas

E explodindo de desejos

Entre doce beijos

Em que suas bocas tremem

Se amando no aos do seu amor

Dando de beber a sua dor

Naquele minuto

Tudo parou e a flauta tocou

O hino do amor

Que será tocado para sempre

Viva o amor

Que faz esquecer nossa dor…

Autor sonhosolitario  

publicado por Sonhosolitario às 20:30
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Novembro de 2013

Palavras ao Vento

Palavras ao vento,1

As palavras voam com todo meu sentimento

Com elas vagueia todo meu alento

Desejava que minha tristeza voa-se com o vento

Ao encontro da felicidade

 Do nosso primeiro encontro  

Parece que foi ontem que te beijei

E como é difícil dizer adeus

Somente com ajuda do vento

Consegui ficar de pé

E somente agora consigo enviar está mensagem

Para te buscar algures no meio do meu pensamento

Estás e estiveste e lá pertences

No teu papel principal

A este lindo sentimento

As palavras que queria dizer e nunca te disse

Aquilo que sinto e nunca mais se deixará de sentir

Sonhos sonhados e nunca acabados

No impasse do amor e na oferta da flor

Assim com aquele toque e no sentir

Fazer parar o tempo com tudo para dividir

Aiiii com aquele vento no sussurro do meu sentimento

Quero chegar é ti a qualquer momento

Falar o que não falei

Amar o que nunca amei

Sentir o que nunca senti

No escuro ter luz

De dia ter sol

E no amor ser feliz

Aii palavras minhas do meu sentimento

 Dou asas para que voas onde eu não posso chegar

Com ajuda do vento a minha mensagem te contemplar

Não quero que estas minhas sejam perdidas com o vento  

Quero fazer delas um monumento

Das minhas juntar as tuas

Aquelas palavras daquele tempo

Em que não conseguimos falar porque estava vento

Do vento vem tempestade que repartiu os nossos momentos

Do relógio do tempo

Que queríamos parar a todo momento

Com um olhar um toque daquele simples

 E transformando um grande momento

Queria dizer te amo mas não consegui naquele tempo

Porque falava o vento mais forte do que meu pensamento

Não consegui pensar no bloqueio do momento

Porque quando dei conta era só eu e o vento

Mais nada ficou do outro tempo

Somente aquele puro ar do vento

Para te dizer te amo meu amor

E te amarei não só por aquele momento

Sim por toda vida e a todo momento

Espera por mim não me deixa partir

Porque te amooooo…

 

Autor-sonhosolitario

 

 

 

 

publicado por Sonhosolitario às 09:45
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012

Entre o Sonho e a Realidade

 

Entre o Sonho e a Realidade

 

A minha vida secreta

Está nos meus sonhos

Voltei sem saber para onde vinha

Aqui estou sem experiencia

De uma vida pela frente

Com muita gente

Mas procurando alguém

Como tu!

Mas quem será

Quero sonhar

Para mais fácil optar

Na minha decisão

Para que não hajam erros

Do amor que não foi

Programado

Mas sim inventado

Quero viver sonhando

Minha vida secreta

Ao teu lado

Como um conto de fadas

Sentir como nunca senti

Entre o sonho e a realidade

Neste caminho

Áureo e difícil

Para que o sonho

Não acabe sem razões

De não se poder sonhar

Porque o sonho

É e será sempre

A realidade

Da vida…

 

Autor-sonhosolitario
publicado por Sonhosolitario às 19:39
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

Sonho Ingrato

Sonho Ingrato

Eu sonho com o meu Sonho,
No meu sonho me apaixono
pelo Sonho de Viver
E pela própria Vida,
Assim, amo esse Sonho!

Mas o Sonho me traiu,
Apenas me usou
Para destruir.

Vai aos meus Amigos,
No desejo insano
De me matar e vilipendiar!

Mas não posso viver
Sem ter sonhos para sonhar!

E quero sair deste Sonho
Terrífico e desumano,
Para nova Vida começar!

Tenho o sonho de viver,
De amar e recordar,
Mas a ti faz-te ciúme
Pois tu não sabes amar...

O Amor está dentro do peito,
Bem junto ao coração,
Mas não é com maldade,
Palavras falsas
Que se toma o coração!

Não é!...

Então, tu és um Sonho Ingrato
Que pretendes acabar
Com a minha vida
E meus sonhos de encantar.

Eu, quando nasci
Me ensinaram a Amar!

Porque veio até mim
Este Sonho transformado
Em pesadelo consumado?

Foi um Sonho maldito,
Um Mal aparecido,
Como um grito.

Mas eu grito,
Não quero
Este Sonho maldito,
Quero limpar a minha Alma
E por isso grito!

Nada ganho com este grito,
Eu sei!...
Mas liberto-me do Sonho
E limpo a minha Alma
E subo ao Cimo
E envolvo-me nas Estrelas
E sonho, como gosto de sonhar
E amo, como gosto de amar
E liberto-me do Sonho Maligno ...

E sonho,
Os meus sonhos de encantar!

autor: sonhosolitario

 

sinto-me:
música: killing me softly-susana wong
publicado por Sonhosolitario às 12:21
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2009

Promessas de amor

Promessas de amor

 

Porque te promete amar,

Sendo ele um impostor

Chegou o novo ano

Parte para um novo amor

Porque esse só te vai trazer dor

 

Ele te diz que te ama, mas sem valor

 Só te quer usar e não tem amor

Seu amor está comprometido

E tu não és a sua flor,

 

Ele é um falso, e cobarde

Porque não conta a verdade

Ao seu próprio amor,

 

Ele te iludiu com suas mentiras

E os seus poemas

Fazendo-se passar por doutor

Para ganhar partido na dor

 

Que mulher és tu? Confia em ti própria

Encontra o teu próprio amor

Não queiras alguém que só sabe dar dor

Ou então ganha coragem e vai ter com a sua flor,

E diz que o amas, para ela saber a tua dor,

 

Desejo-te as maiores felicidades

No teu novo amor

Esquece esse homem que tem feito muita dor.

 

Felicidades para todas apaixonadas

E um ano novo muito feliz,

Sem cobardia e mais respeito

Pelas mulheres.

 

Sonhosolitario

 

sinto-me:
música: kill me softly
publicado por Sonhosolitario às 19:25
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: