arquivos

Junho 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

posts recentes

Mar Salgado

««««««CEGO POR AMOR»»»»»»

Viagem

Grita Meu Nome

Amante sonhador

Reparto

Pensamento do Desejo

Minhas palavras

Tu és a razão do meu vive...

Amando secretamente

Sábado, 6 de Dezembro de 2014

Mar Salgado

concha perola.jpg

Mar salgado
Mar meu de água cristalina
Onde sinto falta das tuas palavras
Aquelas do nosso momento
Da partida que não nos deu tempo
Queria dizer e não disse
Gostava de ouvir e estava surdo
Desejava teu perdão
E não soube perdoar
Te amo, e não soube amar
Senti que te amava
Quando te perdi
Agora ando a deriva no meu mar
O mar é um espelho
De profundo sentimento
Tudo lá fica guardado
Por muito tempo
As mágoas e cicatrizes
Dos temporais do nosso silêncio
De um desejo e não poder
Amar neste nosso mar
O mar me ajuda no amanhecer
E me deita ao anoitecer
Sem ti a meu lado
O mar em mau estado
Só tenho as palavras cruzadas
Enviadas pelo vento em cada momento
Do melhor da nossa vida
Aqueles momentos de amor
Saboreio a água salgada
Como um beijo teu
Provando teus beijos
Matando meus desejos
Desfrutando teu corpo
No melhor da tua vida
Eu gravei no meu corpo
E assim guardei
Para lembrar no navegar
Eu amar
Sentir tua beleza
Me sentir feliz sonhando…


Autor -Sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 23:02
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Outubro de 2013

««««««CEGO POR AMOR»»»»»»

Cego por amor

Ceguei quando meu amor por ti explodiu

Deixei de te ver e falar nesta imensidão

Do nosso mundo profundo

Não te consigo ver porque ao longe

Te encontras em mim

Naquele dia ofereceste teu rosto

Para eu te ler e eu recusei

Porque eu te via a minha maneira

E sonhava que seria para uma vida inteira

Ai como eu te amava

Mesmo sem te ver

Dançamos ao som da nossa música

E sentimos os corações a desfalecer

O palco é pequeno de mais

Para as nossas valsas de amor

Não temíamos no caminho da dança

Até outro dia nascer

Porque a valsa nos ajudava a viver

Incitava o nosso sangue correr

Direito ao pensamento do nosso sofrer

Tu vês e ele cego continua

Sem te poder ver e amar

Pelo amor proibido está

A imensidão da vida é capaz

O rosto está mudado

De linhas traçadas pelo tempo

Agora te peço deixa-me ler teu rosto

Porque da última vez

Tinha as minhas mãos trémulas

Quero sentir tua pele macia

Teu cabelo dourado bem penteado

Teus lábios secos ondulados carnudos

Tocar em teus olhos e ver o que não consigo

Deste nosso amor

Assim quero estar sem pensar

No amanha quando novo dia voltar a nascer

Fazer o teu auto-retrato

De quando eu te via e não te vejo

Agora jamais te consigo ver

Estás longe de mim e não consigo parar de sofrer

Porque te amo e não te posso ter

Este amor que morreu ao nascer

E assim fiquei de pois de te ler

Cego e apaixonado sem querer

Mesmo sem te ter…

Autor-Sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 14:51
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 10 de Maio de 2013

Viagem

Viagem

Viajo entre oceanos

Num navio chamado ilusão

A minha carga é cheia de paixão

que faz estremecer muito coração

Em todo seu conjunto

É uma carga que vale milhões

Cada porto tem uma história

Verdadeira de amores e desilusões

Há amores a primeira vista

Que faz derreter corações

Temos caixa de música

Para bailar certas emoções

Temos a noite como o dia

E estrelas a noite como se fosse meio-dia

Juntamente viajamos ao lado das sereias

No reino de neptuno é fácil amar

É lindo viajar

Mais fácil o amor encontrar

Difícil é deixar o amor para traz

E aquele lindo momento

Que podemos sonhar ao relento da noite

E dos cantos das sereias

Embalados em seu encanto

Todas cobertas com seu manto

De lenço branco

Dizendo adeus com todo seu espanto

Volta marinheiro a este teu encanto

Vem abraçar e ouve meu pranto

Leva-me contigo nessa tua viagem

Para que não caias na tentação de outro amor

Volta ao meu porto de abrigo

E te amarei com as estrelas e o luar

Meu doce marinheiro

Meu mundo por inteiro.

Autor – sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 04:35
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2013

Grita Meu Nome

 

Grita meu nome

Chama por mim

Como eu grito pelo teu

Só assim me sinto bem

Nesta liberdade total

Que não me faz sentir mal

Mas faz bem ao meu coração

E me faz sentir uma linda emoção

Por isso grita meu nome

Com sensação e lentamente chama por mim

Diz o meu nome meu amor

Só assim me sinto bem

Todas vezes que por ele chamares

Há sempre um lindo momento a recordardes

Como pela primeira vez chamaste por ele

Quando na ternura do nosso amor gritastes

Com loucura e até desenhas-te

As letras com amor e lentidão

No extasse do amor e sensação

Murmuraste longas vezes o meu nome

Com prazer muito prazer de voz rouca

Como não querias deixar de repetir meu nome

Porque querias mais emoção

No teu corpo assim como no coração

Grita meu amor

Meu nome se isso te dá prazer e emoção

Ele será teu sempre teu

 Que queiras chamar por ele

Grita e sente e está linda sensação

Porque quando fazemos amor

Não haverá tabus

Há sim muita ternura como paixão

Por isso grita meu nome alto como um vulcão

Para todo mundo saber que tu me amas

De alma e coração…

 

Autor -Sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 19:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 20 de Novembro de 2012

Amante sonhador

Amante sonhador

Ser amante, é ser sonhador

Quem não sonha, não ama

Quem não ama não vive

E para se viver temos de saber amar

Ser amante é saber ouvir e dar

É no dar que se recebe tudo

Da entrega total, onde não tem mal

Partimos e reconstruimos

Os sonhos desfeitos e contra feitos

Sonhos que chegaram a ser sonhados

E nunca acabados!

Ser amante é ser homem

Dígino de mostrar amor

De reconstruir sonhos

Desejos de amar novamente

Na esperança da vida

Mostrar que vale a pena ser vivida

Que há muitas andorinhas voando

E reconstruindo a vida nos seus voos

De imigração não deixando desfalecer o seu coração

Ser amante é ser bombeiro

Apagar o fogo por inteiro

De corações que vivem

Em cativeiro sem direito a liberdade

E ao prazer da vida

E do gozo que a vida nos dá

Nem todo homem serve para amar

Para se saber amar

Temos de ser amantes

E para ser amante

Temos de ser a entrega total do amor

Sentir a dor da vida

E fazer viver

Quem já só tinha vontade de morrer

E tudo queria esquecer

Não será fácil reparar corações

E implantar ilusões

Para sentir de novo emoções

Quando tudo se tem perdido na vida

E não se sente ânimo,

Mas sim desanimo

Que deveria saber amar

Amante será saber

Dar o amor

A todo instante

Será sempre um bom amante

Quando fazer alguém

Amar a vida naquele instante…

Autor.sonhosolitario

 

publicado por Sonhosolitario às 03:20
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: