arquivos

Junho 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Julho 2016

Outubro 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007


blogueiro

Posts mais comentados

41 comentários
13 comentários
9 comentários
2 comentários
1 comentário

posts recentes

Ponto de encontro entre ...

Pergunto

Mar Salgado

Regresso

Deslisando nas Ondas

Amor do Mar Salgado

Viagem

Mar Salgado

Luar de Agosto

O Mar e a Saudade

Sábado, 9 de Junho de 2018

Ponto de encontro entre dois oceanos

Resultado de imagem para foto dos oceanos quando se juntam

Ponto de encontro

Hoje me encontrei perdido

Entre dois oceanos

Não sabendo se virava

Para bombordo

Ou estibordo

Um para o Pacifico

O outro era atlântico

Assim estava bastante tempo

Sem saber que fazer

De lado estavam as saudades

O outro estavam os sonhos

Que ficaram por cumprir

Tentei juntar tudo a minha vida

No prazer de navegar

Arranjando força para continuar

Minha tripulação tentava ajudar

Neste meu navegar

Mas as forças começam a faltar

Tenho de continuar a lutar

Para poder estar a navegar

Entre os meus camaradas

E meus mares

Para que não me sinta perdido

Muitas vezes preciso de ouvir

Uma voz amiga

Neste infinito mar

Porque me encontro sem GPS

Num lado está a esperança

No outro está o desalento

Deste meu navegar

Entre dois oceanos

Saudades do meu mar

Saudade dos companheiros

Do cheiro ao sal

Do sussurrar do vento

Que me embalava no momento

Da voz do capitão que tranquilizava

Meu coração

Quero navegar nem que seja

Virtualmente para que assim

 Seja internamente…

 

Autor .. sonhosolitario

 

 

publicado por Sonhosolitario às 23:47
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2015

Pergunto

caminho.jpg

PERGUNTO

Quem sou eu de onde venho

Para me sentir assim

Uma parte de mim sim outra diz não

Não sei de onde venho e para onde vou

Estou perdido em mim

Quem eu sou

Me ajudem porque eu não sei

Sei que sinto

Porque humano é sentir

Baixo fico como estou de cima

Como por comer vivo por viver

Está a minha vida do meu viver

Caminho por caminhar

Respiro para viver

Amor e quero amar

Sofro e não quero sofrer

Mas é humano

Sentir o coração batalhar

Neste meu sonhar

Navego porque sou marinheiro

Sonho porque sou sonhador

Quem sou eu

Alguém me ajuda a revelar

O meu ser da pergunta

Porque tenho perguntado

Não sei de onde vim

Nem para onde vou

Quero parar mas não consigo

Queria saber e nada se sabe

Tento descobrir e nada se descobre

Sempre perguntei e ninguém me responde

Serei somente eu pensando assim

Quem sou de onde venho

E para onde vou.

Autor - Sonhosolitario

 

publicado por Sonhosolitario às 17:06
link do post | comentar | favorito
Sábado, 6 de Dezembro de 2014

Mar Salgado

concha perola.jpg

Mar salgado
Mar meu de água cristalina
Onde sinto falta das tuas palavras
Aquelas do nosso momento
Da partida que não nos deu tempo
Queria dizer e não disse
Gostava de ouvir e estava surdo
Desejava teu perdão
E não soube perdoar
Te amo, e não soube amar
Senti que te amava
Quando te perdi
Agora ando a deriva no meu mar
O mar é um espelho
De profundo sentimento
Tudo lá fica guardado
Por muito tempo
As mágoas e cicatrizes
Dos temporais do nosso silêncio
De um desejo e não poder
Amar neste nosso mar
O mar me ajuda no amanhecer
E me deita ao anoitecer
Sem ti a meu lado
O mar em mau estado
Só tenho as palavras cruzadas
Enviadas pelo vento em cada momento
Do melhor da nossa vida
Aqueles momentos de amor
Saboreio a água salgada
Como um beijo teu
Provando teus beijos
Matando meus desejos
Desfrutando teu corpo
No melhor da tua vida
Eu gravei no meu corpo
E assim guardei
Para lembrar no navegar
Eu amar
Sentir tua beleza
Me sentir feliz sonhando…


Autor -Sonhosolitario

publicado por Sonhosolitario às 23:02
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Julho de 2014

Regresso

 

Regresso
Assim volto ao meu porto
Com toda saudade
Não imaginas meu coração...
Nesta onda de felicidade
Volto e voltarei
Não quero que descubras
Por onde naveguei
Para que sofras aquilo que passei
Quero sim que vejas
Minha alegria,
Porque voltei
E voltarei sempre
Lutarei contra
Os monstros e
E as sereias Falsas
Não me deterão
Para ao teu encontro vir,
Combati tempestades
Entre onda de mistério
O rumo descobriu
Nos mistérios dos oceanos
Tu mostras-te que os sete mares
Sabem guardar segredos
Onde sereias encantam
E me escondia
Entre rumos falsos
E verdadeiros
Esses rumos da felicidade
Onde eu adoro sentir
E sinto grande felicidade
Por teu coração ouvir
Tuas palavras contemplar
Que faz alegria pairar
Na onda de alegria rumar…
Autor - Sonhosolitario
publicado por Sonhosolitario às 19:31
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Junho de 2014

Deslisando nas Ondas

Deslisando nas ondas

Entre aguas azuis e céu cinzento,

Percorro as correntes deste meu mar,

Tentando alcançar

O meu destino teimando em voltar,

Dou voltas e revira voltas para me encontrar

 O belo horizonte e voltar amar.

O mar perfeito de ambição

Indica-me o rumo que alegra minha solidão

Envia-me uma sereia desencantada

Que me deia nova paixão

Seja livre e me tire desta penosa solidão

Para brincar comigo -O Mar enrola na areia

E alegre meu coração

Ho mar, amigo mar

Tu que talhas-te em mim o marinheiro

Destas aguas cativeiro

Que tenho navegado por mundo inteiro

Deixa-me ouvir a canção do mar

Quando ao luar meditar, O bem e o mal

Do amor reaccional

Que não tema o meu navegar

Sete rumos sete vidas

Sete gritos da minha voz

Em noites de temporal

Gritando pela bonança

Para ver o meu amor

Nas ondas escuras de solidão

Enlouquecido sobre os cânticos das sereias

Transpirando todos meus suores, lagrimas, e cansaço    

Do meu olhar de ilusões

Tentando o rumo certo de um bom porto atracar

Para minha vida recomeçar

Mar e quantas vezes sonharam com ajuda do teu luar

Marinheiros, historiadores, e grandes guerreiros

Como donzelas, e suas princesas,

Com os cânticos das tuas sereias

Para ajudar a saudade do seu amar

Porque a vida sem amor

Não se pode navegar.

 

Autor Sonhosolitario

 

publicado por Sonhosolitario às 23:17
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

visitantes solitarios




.SELO: